NOTÍCIAS

< Voltar

Combater a proliferação de pernilongos é tarefa de todos

Publicado em 03/04/2018, Por Assessoria de Comunicação

Dias quentes e úmidos são perfeitos para a proliferação dos pernilongos, cuja presença tem sido motivo de reclamação de alguns moradores do Município. Mas o fenômeno causado por condições climáticas combinadas com falta de cuidados no descarte do lixo está ocorrendo em quase todas as cidades gaúchas e até em outros estados. Em Sananduva, segundo a secretária da Saúde Karen Raymundi Fincato, a infestação vem ainda do ano passado, já que o verão foi bastante chuvoso e o inverno não muito frio.

É importante que a população não confunda as duas espécies de mosquito. O mosquito Culex – mais conhecido como o pernilongo doméstico – se diferencia do mosquito Aedes Aegypt principalmente na cor, comportamento, tamanho e outros aspectos. Mas tanto o Culex quanto o Aedes depositam seus ovos no mesmo lugar: água parada. A diferença é que o Aedes transmite a dengue, prefere água limpa e tem os ovos muito mais resistentes, enquanto o Culex prefere água suja com dejetos e matéria orgânica, mas não é transmissor da dengue.

Para evitar problemas com qualquer espécie de mosquito, a dica é uma só: prevenir.

Ações de controle constantes

A Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância em Saúde, trabalha intensamente no sentido de orientar a população sobre os problemas que causam a propagação dos insetos. Informa ainda que mutirões de limpeza nos bairros já estão programados.

No dia 14 de abril inicia mais uma campanha de recolhimento de lixo e a nova limpeza dos arroios que cortam a cidade, em parceria com a Secretaria da Infraestrutura. A campanha iniciará pelo Bairro Vila Nova, Vila Jardim e São José Operário, quando as pessoas deverão separar o entulho e os materiais para descarte dispondo acondicionados em frente as suas casas para o posterior recolhimento e destinação adequada.

Quanto a utilização do carro fumacê, o mesmo é de uso restrito por recomendação do Ministério da Saúde para casos de infestação do mosquito Aedes Aegypti e não para controle de pernilongos. A Coordenadoria Regional de Saúde orienta a não utilização de inseticidas tipo fumacê para combate ao pernilongo devido a comprovação de resultados serem ineficientes, pelos danos a saúde da população e animais domésticos, efeitos de resistência a inseticida pelo mosquito e principalmente pelos danos ao meio ambiente. O fumacê tem ação temporária, por isso não é considerado o método ideal para acabar com o mosquito.

A responsabilidade também é sua

O Governo do Município de Sananduva promove várias campanhas de descarte correto do lixo, bem como atua em frentes de trabalho para limpeza dos rios. Mas é preciso que a população também faça a sua parte contribuindo com a manutenção dos seus terrenos e caixas d´água, eliminando todo e qualquer possível criadouro dos mosquitos. Apesar de constantes limpezas dos rios e dos bairros, ainda há terrenos onde a sujeira impera e onde alguns moradores insistem em não dar o destino correto do seu lixo.

O coordenador da Vigilância em Saúde, Estevan Ricardo Piveta, faz um apelo para que a população se conscientize quanto a limpeza dos terrenos baldios, evite acúmulo de pneus, latas e principalmente água parada e lixo. Alerta ainda que a Lei Municipal n° 3.070 prevê esses controles que são de responsabilidade de todos e não apenas dos órgãos públicos do Município, cabíveis inclusive de multa em caso de descumprimento.


CLIMA/TEMPO

Prefeitura Municipal de Sananduva © Todos os direitos reservados     |     Criação de Sites: Slah Informática