NOTÍCIAS

< Voltar

16ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza iniciou nesta terça feira

Publicado em 22/04/2014, Por assessoria de imprensa

A Influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, também conhecida como gripe, é um problema de Saúde Pública, pode levar a complicações graves e ao óbito, especialmente nos grupos de risco, a principal intervenção preventiva é a vacinação. A equipe de Vigilância Epidemiológica do Município de Sananduva esteve na última semana no Município de Passo Fundo, 6ª CRS, para participar de uma reunião sobre a Campanha de Vacinação contra Influenza, na ocasião foram apresentados dados epidemiológicos, bem como discutidas estratégias da vacinação para este ano. No Município de Sananduva foram realizadas três reuniões com diferentes categorias para a melhor organização da Campanha. A Campanha será realizada de 22 de abril a 09 de maio, sendo dia 26 de abril o dia da Mobilização Nacional (Dia “D”), neste dia todas as Unidades de Saúde estarão abertas das 8 às 17horas, sem intervalo ao meio-dia. Os grupos prioritários para a vacinação contra influenza neste ano de 2014 são: Crianças de 6 meses a menores de 5 anos, gestantes, puérperas – até 45 dias após o parto, trabalhadores da saúde – serviços públicos e privados – trabalhadores, recepcionistas, pessoal da limpeza, seguranças, motoristas de ambulâncias, laboratórios, vigilância, povos indígenas, indivíduos com 60 anos ou mais, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, conforme orientação do Ministério da Saúde, figura abaixo. Figura 4. Categorias de risco clínico com indicação da vacina influenza sazonal. Brasil 2014. Categoria de risco clínico Indicações Doença respiratória crônica Asma em uso de corticóides inalatório ou sistêmico (Moderada ou Grave); DPOC; Bronquioectasia; Fibrose Cística; Doenças Intersticiais do pulmão; Displasia broncopulmonar; Hipertensão arterial Pulmonar; Crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade. Doença cardíaca crônica Doença cardíaca congênita; Hipertensão arterial sistêmica com comorbidade; Doença cardíaca isquêmica; Insuficiência cardíaca. Doença renal crônica Doença renal moderada e grave nos estágios 3,4 e 5 ou TFG<60ml/mim; Síndrome nefrótica; Paciente em diálise. Doença hepática crônica Atresia biliar; Hepatites crônicas; Cirrose. Doença neurológica crônica Condições em que a função respiratória pode estar comprometida pela doença neurológica; Considerar as necessidades clínicas individuais dos pacientes incluindo: AVC, Indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla, e condições similares; Doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular; Deficiência neurológica grave. Diabetes Diabetes Mellitus tipo I e tipo II em uso de medicamentos. Imunossupressão Imunodeficiência congênita ou adquirida Imunossupressão por doenças ou medicamentos HIV/AIDS Obesos Obesidade grau III ou obesidade mórbida (IMC≥40). Transplantados Órgãos sólidos; Medula óssea. Portadores de trissomias Síndrome de Down, Síndrome de klinefelter, Sídrome de Wakany, dentre outras trissomias. Fonte: Ministério da Saúde Dados Epidemiológicos da Influenza H1N1 (gripe suína) no Rio Grande do Sul, 6ª CRS e Sananduva em 2013 e 2014: 2013 – H1N1  3.600 casos notificados e investigados no RS;  561 casos confirmados no RS;  73 óbitos no RS  06 casos notificados e investigados na 6ª CRS  02 óbitos na 6ª CRS  07 casos notificados e investigados em Sananduva  00 óbito em Sananduva 2014 – H1N1  103 casos notificados e investigados no RS;  01 caso confirmado – Venâncio Aires  00 - Sananduva

CLIMA/TEMPO

Prefeitura Municipal de Sananduva © Todos os direitos reservados     |     Criação de Sites: Slah Informática