NOTÍCIAS

< Voltar

Alerta sobre a doença da vaca louca

Publicado em 24/10/2012, Por Assessoria de Imprensa

O alerta para a prevenção da Encefalopatia Espongiforme Bovina, popularmente conhecida como doença da vaca louca, é repassado pelo Ministério da Agricultura aos municípios para que os mesmos realizem a divulgação das informações. O Brasil nunca registrou caso da doença, mas a prevenção se faz necessário diante do enorme risco que representa à saúde. A doença acomete o sistema nervoso dos bovinos e até mesmo o homem, causando mudança de comportamento, andar cambaleante, paralisia e sempre leva à morte. É causada por uma proteína infectante chamada de prion, transmitida através de alimentos contendo algumas proteínas e gorduras de origem animal, como a farinha de carne e ossos procedentes de animais doentes. Medidas preventivas são adotadas há mais de 20 anos no País, como por exemplo, a Instrução Normativa n° 08/2004 que proíbe alimentar ruminantes com produtos de origem animal, como farinha de carne e ossos, cama de aviário e dejetos de suínos. Em caso de descumprimento, além da eliminação do rebanho, o infrator estará sujeito a sanções penais, como multa e reclusão (1 a 4 anos de prisão). A cama de aviário pode ser usada como adubo nas lavouras e pastagens, desde que os ruminantes não tenham acesso até sua total incorporação ao solo. A doença da vaca louca não tem cura, por isso, não alimente ruminantes como bovinos, ovinos e caprinos com cama de aviário ou outros produtos que contenham farinha de carne e ossos.

CLIMA/TEMPO

Prefeitura Municipal de Sananduva © Todos os direitos reservados     |     Criação de Sites: Slah Informática